27 de setembro de 2010

Pedalando contra o vento...

Vamos liberar endorfinas???

Fazendo minhas leituras diárias acabei deparando com o MINISTÉRIO DAS CIDADES e tomei conhecimento do  PROGRAMA BRASILEIRO DE MOBILIDADE POR BICICLETA - BICICLETA BRASIL com o objetivo de incentivar os municípios a implantarem sistemas cicloviários, que direcionem ações para a segurança de ciclistas; não apenas criar ciclovias, mas mudar a cultura do privilégio ao automóvel.


As cidades são pensadas como se um dia todas as pessoas fossem ter um automóvel e isso nunca vai, nem pode, acontecer... As pessoas escolhem o meio de transporte a partir do estímulo do poder público.




É na fase da infância e da adolescência que aparecem muitas histórias e aventuras relacionadas à BICICLETA e de como se aprendeu a pedalar, os tombos, as risadas, a vergonha, a satisfação de vencer o medo e sair pedalando.

O cantor mineiro BETO GUEDES enaltece com propriedade nos versos da canção: TESOURO DA JUVENTUDE o que representa para um menino a possibilidade de explorar a cidade pedalando sua BICICLETA, sentindo o vento bater no rosto.

Tesouro da Juventude
Letra: Tavinho Moura e Murilo Antunes
Beto Guedes

A pedalar
Camisa aberta no peito
Passeio macio
Levo na bicicleta
O meu tesouro da juventude
Passo roubando fruta de feira
Passo a puxar meu estilingue
Vai pedra certeira no poste
Passa um veterano
E já cansado
Herói de guerra
Grito: Lá vem a bomba!
E meu tesouro me leva
Pelas ruas de Santa Teresa


A rodar... a rodar...
A pedalar
Encontro amigo do peito
Sentado na esquina
Pula, pega garupa
Segura o bonde ladeira acima
Ganha o meu tesouro da juventude
Ainda que a cidade anoiteça
Ou desapareça
Piso no pedal do sonho
E a vida ganha mais alegria
Ganha o meu tesouro da juventude
Que foi em Pedra Azul
E em toda parte
Onde tive o que sou...

A bicicleta pode ser considerada uma experiência inesquecível de simplicidade e liberdade para crianças, adolescentes e sair pedalando por aí concorre para expansão dos horizontes e melhor conhecimento do mundo ao redor.


Não é à toa que a bicicleta ganha cada vez mais adeptos, não é apenas uma lembrança da juventude, mas faz parte do dia-a-dia seja para o exercício corporal, passeio ou transporte.


A utilização da bicicleta como veículo de deslocamento, previne problemas de saúde, preserva o ambiente, concorre para o bem-estar e a qualidade de vida e, ainda de quebra, não estressa no trânsito.


A configuração geográfica plana além de outros fatores levam o trabalhador a optar pela bicicleta como principal meio de transporte diário. O veículo é relativamente barato, pode-se comprar uma BICICLETA por R$ 300,00, não necessita de combustível, a manutenção não é freqüente, além de ser barata, se comparada com a de qualquer carro popular.

Governador Valadares se tornou conhecida durante muitos anos como a CIDADE DAS BICICLETAS, mas até hoje em suas principais ruas, podemos ver as filas de ciclistas crianças, jovens, adultos e até idosos, que se se deslocam diariamente para diversos locais da cidade em suas BICICLETAS.



Aqui temos as CICLOVIAS (pistas com separações físicas) e áreas de circulação partilhadas com outros veículos, sinalizadas com placas, semáforos e ainda os PARACICLOS (lugar para prender as bicicletas) em escolas, universidades e locais públicos que concorrem para perpetuar a cultura da BICICLETA na cidade.


É muito comum acontecer em nossa cidade os famosos PASSEIOS CICLÍSTICOS, organizado por Órgãos Públicos, com apoio da Polícia Militar.
Milhares de pessoas participam desse congraçamento sentindo com mais intensidade o  ambiente e apreciando com alegria a natureza. Há muito mais contato humano na bicicleta, mesmo num centro urbano dominado pelos carros. E as pessoas correspondem à essa humanização....



Meu Pai teve várias BICICLETAS importadas que utilizava como meio de transporte.
Eu me lembro bem das suas bicicletas alemãs... Ele cuidava delas com o maior zelo e carinho!!!
Eu também tive algumas BICICLETAS que durante longos anos muito me ajudaram nos deslocamentos diários que eu tinha de fazer, quando mais nova para ir a Escola, e depois de adulta, para o Trabalho, as Compras, ao Mercado Municipal, a Igreja, entre outros locais...


Mas eu tive duas BICICLETAS que foram meus XODÓS:( isso a uns trinta anos atás)
-  a CICI uma CALOI linda toda incrementada, azul esverdeada, com cestinha aramada na frente,  companheira de todas as horas;


- a NAQUINHA, um modelo da MONARK com pintura metálica, um luxo!!! Tinha campainha e cestinha forrada de lona na frente onde eu carregava mil apetrechos.
Ambas foram roubadas me deixando a "VER NAVIOS"... 
Ah! Que saudade gostosa desse tempo e de minhas BICICLETAS!!! 
Estou pensando seriamente em comprar uma BICICLETA, sair pedalando contra o vento, liberar endorfinas pelo exercício físico,  numas voltas matinais pela LAGOA SANTA. Será que ainda dou conta!!! Hehehe!!!
Regina Coeli

4 comentários:

  1. Regina que post maravilhoso.
    Bicicleta faz bem para a saúde física e mental.
    Adoro.
    Estou sempre pedalando.
    Pena que aqui nossa pequena ciclovia não é respeitada pelos automóveis, pois o (i)responsável pela obra não isolou a área da pista de bicicletas.
    Mas tudo nem, pedalo assim mesmo com cuidado.

    Parabéns

    Boa semana.

    Xeros

    ResponderExcluir
  2. Dá sim Regina!
    Pode começar e depois contar a nova experiência aqui ok?
    Aqui em SP tem várias turmas que andam à noite. São os night Bikers. Só andam em turmas e bem tarde porque durante o dia realmente não dá.
    Mas no Guarujá, cidade onde vou quase todo final de semana, a grande maioria da população anda de bicicleta. Também, sendo cidade de praia, portanto plana, fica bem mais fácil.
    um beijo

    ResponderExcluir
  3. que post DELICIOSO!
    aqui usamos bicicleta de montão. vou trabalhar de bicicleta, passeio com ela, faço compras..
    eh até legal vc ver um monte delas estacionadas por todo o canto, viva a bike.
    muito legal sua proposta!
    bom dia

    ResponderExcluir
  4. Ola boanoite
    amei ver as fotinhas de minha nossa
    gv é linda neh
    seu blog é muito xarmoso
    tambem sou de GV
    prazer em te conhecer
    HelenaCroche

    ResponderExcluir