16 de agosto de 2010

Rosas, sempre rosas

As Rosas do meu Pequenino Jardim


Porque eu gosto de rosas de todas as cores, de todos os tamanhos e não abro mão de usufruir da beleza, do perfume e de apreciá-las de perto, eu as cultivo em vasos no meu pequenino jardim, com imenso prazer e zelo.
A postagem de hoje registra as fotos das ROSEIRAS do meu Mini Jardim e  informações colhidas na INTERNET sobre alguns cuidado que devem ser tomados para se ter sempre por perto a beleza inconfundível das ROSAS.



Alguns cuidados básicos devem ser observados quanto ao plantio das ROSEIRAS. 
Luminosidade:
De preferência, devem estar num local ensolarado e bem arejado. Para florescer bem e praticamente o ano todo, a roseira precisa de sol pleno, ou seja, pelo menos de 6 a 7 horas diárias de luz solar direta.
Solo: As roseiras podem se desenvolver bem em qualquer tipo de solo, mas é preferível garantir uma terra mais para argilosa, que tenha boa drenagem. O solo rico em húmus é especialmente benéfico para as rosas.


Água: logo após o plantio das mudas e até a primeira floração, regue moderadamente, mas todos os dias. Depois disso, recomenda-se regar uma vez por semana no inverno e duas vezes por semana em época de seca. Na temporada de chuvas é possível até suspender as regas. Uma dica: a terra deve permanecer ligeiramente seca entre uma rega e outra.

Vasos: em canteiros, cerca de uma semana antes de plantar as mudas, cave bem a terra até cerca de 40 cm de profundidade. Para cada m2 de canteiro, incorpore uma mistura de 15 Kg de esterco curtido de gado e 200g de farinha de ossos. Em vasos utiliza-se carvão vegetal ou vermiculita misturadas a argila.

 
A beleza das rosas tem pelo menos dois inimigos certos: insetos e fungos. Para enfrentá-los, é preciso observar certos detalhes:
* Observe sempre as roseiras: Fazendo inspeções periódicas, é possível identificar qualquer problema ainda no início e tratar logo de combatê-lo;


* Previna-se: Remediar é bem mais difícil. Fazendo aplicações periódicas de produtos preventivos (contra fungos, principalmente), os riscos dos ataques serem mais severos ficam reduzidos;
* Garanta sempre uma boa alimentação: A nutrição é fator fundamental para o bom desenvolvimento das roseiras e sua saúde. Uma fertilização orgânica, feita periodicamente, fornece à planta boas quantidade de macro e micronutrientes, tornando-as mais resistentes aos ataques de insetos e doenças.


* Mantenha o "exército natural" de defesa: A natureza é sábia e, juntamente com as pragas, criou também seus inimigos. As joaninhas são excelentes predadoras dos pulgões, os pássaros combatem as lagartas, hortelã plantada nos canteiros espanta as formigas...

* Use e abuse dos métodos naturais: Quanto menos produtos químicos forem utilizados, melhor. Assim, você estará mantendo o equilíbrio natural e prevenindo contra problemas que surgem com o abuso de química. Se os ataques forem muito intensos, procure a orientação de um técnico especializado, antes de aplicar defensivos.


É preciso ficar atenta e combater os Vilões...
Pulgões: São os mais comuns. Sugadores, causam deformações nas partes atacadas, principalmente brotos novos e botões. Combata-os, de maneira mais natural, com calda de fumo.



Ácaros: São quase invisíveis a olho nú e se localizam, em colônias, na parte inferior das folhas, causando grandes prejuízos. A aplicação de enxofre solúvel pode servir como prevenção.

Trips: Pequenos insetos voadores que deformam as flores, logo no início da brotação. Em grandes ataques, podem destruir completamente a planta, por essa razão, necessitam de um controle químico, sob orientação.


Formigas-cortadeiras: Fazem mais estragos nas folhas e brotos. Iscas formicidas costumam ser bem eficazes.
Besouros: A variedade é grande, mas as vaquinhas são as que mais destroem as flores. Também precisam de combate químico, quando o ataque for grande.


Mofo-cinzento: Doença causada por um fungo que tem preferência pelas flores e botões. Costuma ocorrer em épocas de chuvas prolongadas e muita umidade. Pode-se prevenir o problema com a aplicação de fungidas.


Mofo-branco: É o famoso oídio, que não escolhe época para atacar. Os botões e as folhas são os alvos preferidos. A prevenção pode ser feita com os mesmos fungicidas usados para controlar o mofo-cinzento e o combate é reforçado com enxofre solúvel.




Mancha-preta: Ataca as folhas, amarelando-as e derrubando-as. Costuma atacar mais quando há mudanças bruscas de temperatura. Esse tipo de vilão pode também ser prevenido com fungicidas.


Íldio: Surge com mais freqüência nos períodos quentes, quando há excesso de chuvas. É uma doença devastadora, capaz de destruir brotos novos e folhas e, se não for controlada, mata mesmo a planta. Qualquer suspeita de ocorrência deve ser rapidamente combatida com produtos específicos existentes nas casas especializadas em produtos agropecuários.


Lembre-se: Todo e qualquer produto químico deve apenas ser aplicado segundo a recomendação do fabricante e só deve ser adquirido após consulta com um técnico especializado, que poderá fazer a prescrição do receituário agronômico.


Eu não me canso de cuidar de minhas ROSEIRAS, é sempre uma alegria descobrir um novo botão, acompanhar seu desabrochar, deleitar-me com o perfume e as cores sem igual de cada uma das rosas.
Que essa visão milagrosa possa alegrar seu dia, tanto quanto alegra os meus!!!
Ah! Como agradeço a Deus por poder enxergar!!!
Regina Coeli

15 comentários:

  1. Lindas tuas rosas(adorei o carinho com elas na foto) e importantes dicas,beijos,linda semana,chica

    ResponderExcluir
  2. Me considero uma privilegiada por ter ganho uma, desse teu precioso mini jardim. As fotos de hj encheram meus olhos com tanta beleza...as amarelas e a coral (ou champagne) são as minhas preferidas, mas nesse teu jardim, todas desabrocham com tamanha beleza, Regina...coisa linda de se ver.

    Amei a rosas, a semana ficou perfumada e colorida!!
    Bjos, minha amigavó querida. Que teus dias sejam de pura alegria...

    ResponderExcluir
  3. Lindas rosas, Regina. Parabéns!
    Aqui em casa só tenho um pequeno poço de luz, mas, mesmo assim tenho algumas plantas que me trazem muita alegria. Viver na companhia do verde é terapêutico.

    Beijos e ótima semana :]

    ResponderExcluir
  4. Obrigada por compartilhar seu lindo jardim. Abençoados sejam sempre seus olhos e suas mãos.

    Beijos,

    Eneida

    ResponderExcluir
  5. Lindas.Não me canso de ver, nem as fotos nem ao vivo. Hoje cedinho naquele frio "glacial" passei no jardim para uma espiadinha.
    Beijos,
    Rita

    ResponderExcluir
  6. Olá Regina, além de um belo presente, adimirar suas rosas realmenteme alegrou minha tarde e fiquei com vontade de cultivá-las também. Olhe que não é inveja. Rsrsrs.
    Parabéns pelas suas roseiras.

    ResponderExcluir
  7. Adoro rosas! Não tenho como deixar de parabenizá-la pelas suas que estão lindas!
    Bjs
    Dani

    ResponderExcluir
  8. Regina, já tentei cultivar rosinhas em miniatura, que acho lindinhas e justo porque tenho pouco espaço, achei que elas caberiam em qualquer lugar, foi que não deu certo! Aqui onde moro venta demais e por isso, aparecem muitas pragas e infestam as plantas, não dá! Somente folhagens que são mais resistentes. As rosas ficam na vontade!! As suas são lindas! Mimosas, um encanto!! Boa semana! Beijus,

    ResponderExcluir
  9. Quanta beleza nessas suas rosas Regina querida!
    Lindas..todas!
    Você irrradia beleza ao mundo! Abençoada seja!
    Beijo grande.
    Astrid Annabelle

    ResponderExcluir
  10. Que beleza de roseiras!
    Lá em Petrópolis também não dá para o cultivo delas, não tem esta incidência tão grande de sol e calor.
    Acho lindas demais e as suas estão cuidadas com muito carinho. Parabéns!
    beijinhos cariocas

    ResponderExcluir
  11. A mí también me encantan las rosas!!!! besos

    Chelo

    ResponderExcluir
  12. Que lindo jardim de rosas!!!
    Beijos com carinho da Ci e fique com Deus

    ResponderExcluir
  13. Mª Angela Gualberto18 de agosto de 2010 09:29

    Querida amiga,

    Amo as rosas, nos vasos. Sinceramente buquê de rosas acho uma judiação, sinto que as estou maltratando.
    Além da linda mensagem, ainda por cima aprendemos muitas coisinhas de como cuidar delas.
    Beijocas!

    ResponderExcluir
  14. Lindas, lindas, lindas, as tuas rosas!

    Rosas sempre me lembram minha sogra, que a vida toda teve o jardim (bem grande), repleto delas, e até bem velhinha, cuidava de todas com o maior amor.

    Acho as rosas tão lindas, que só consigo enxergá-las como presente de Deus.

    Beijo grande prá você, querida amiga.

    Cid@

    ResponderExcluir
  15. Rosas são sagradas e me levam a pensar em Nossa Senhora, que é tão clamada por suas intercessões na oração do Santo Rosario. Estou preparando um canteiro com rosas de diversas cores com uma imagem de Maria, a mãe de Jesus no cento.Vai ficar lindo!! Amei as dicas, estava mesmo precisando.

    ResponderExcluir